Portugal

José Carlos Santiago

Curador e Facilitador

www.jcsantiago.info
www.jcsantiago.net
www.jcsantiago.com

Abordagens para a sua Saúde e Bem Estar

Tonturas

Tonturas

As tonturas são uma perturbação do sentido de equilíbrio em que a pessoa se sente a rodopiar ou sente as coisas à sua volta a rodopiarem, podendo levá-la a quedas, acidentes e outras situações mais ou menos graves consoante a gravidade e frequência da situação.

Equilíbrio.

O sentido do equilíbrio depende de numerosos factores. Quando ocorre uma alteração em qualquer deles, em consequência de certas doenças ou problemas, surgem tonturas e a incapacidade de conservar o equilíbrio.

Um dos factores é a visão. Com os olhos abertos, é fácil avaliar a nossa posição em relação ao que nos rodeia, o que facilita o equilíbrio.

O nosso corpo recebe constantemente informações acerca da sua posição e reage de acordo com elas para manter o equilíbrio do corpo.

O factor vital do equilíbrio encontra-se sobretudo no ouvido interno.

O ouvido interno ajuda a controlar a posição e o equilíbrio devido ao líquido existente em três canais do ouvido.

Quando existem doenças ou alterações do ouvido interno nós temos não só a existência de tonturas como também de náuseas e vómitos.

Doença de Ménière

A doença de Ménière é uma doença do ouvido interno que atinge geralmente um só ouvido e é mais frequente nos homens que ultrapassaram os quarenta anos de idade.

A doença de Ménière pode surgir em consequência de uma pancada no ouvido, de uma infecção, de uma reacção alérgica, de uma situação congénita ou de qualquer outra causa conhecida ou desconhecida.

Sintomas da Doença de Ménière:

Um ataque desta doença pode ocorrer repentinamente, provocando tonturas, náuseas ou mesmo vómitos. Com frequência surge um zumbido no ouvido acompanhado de dores de cabeça e o sentido do equilíbrio fica alterado.

Os ataques podem ser ligeiros ou fortes e duradouros e o sentido da audição pode ficar diminuído.

O tratamento vulgarmente usado na doença de Ménière é o tratamento médico.

Causas de tonturas

As tonturas podem dever-se a:

1) Doenças e problemas a nível do ouvido interno. Esta é uma situação para o médico otorrino que deve verificar se tal situação existe e qual a melhor abordagem e terapêutica a seguir. Uma das causas das tonturas pode ser a doença de Ménière falada acima.

2) Alterações do índice glicémico. Isto requer uma análise ao sangue para determinar como está o nível de açúcar e por forma a saber o que fazer para corrigir esta situação.

Esta acção é normalmente feita pela médico se bem que em muitas farmácias seja possível fazer um simples teste para determinar o grau de açúcar no sangue.

3) A tensão alta ou a tensão demasiado baixa, também podem provocar tonturas e deve-se determinar se esta situação está por detrás das tonturas ou não. Esta situação exige aconselhamento médico.

Outras causas das tonturas

4) As tonturas podem dever-se a problemas da primeira à terceira vértebras cervicais, problemas esses que pode provocar dores na nuca, dores no rosto, dores de cabeça, tonturas, dificuldades em engolir, perturbações auditivas e visuais e outras.

Estes problemas devem ser analisados e corrigidos por alguém que se entenda com estas situações. Por vezes os osteopatas, os quiropratas, os terapeutas craneo sacral, os terapeutas miofasciais e outros podem dar uma boa ajuda nestas situações.

5) Outra causa das tonturas pode dever-se à alteração da posição dos ossos temporais, situação que requer abordagens como a terapia sacro craniana, osteopatia craniana, libertação miofascial ou outras.

6) As alterações do corpo propagam-se ao longo dele e muitas vezes provocam situações como tonturas, enxaquecas, dislexias e muitas outras situações, muito longe da origem das causas.

Saber olhar para todo o corpo e determinar áreas que possam estar a provocar situações distantes e noutros lados do corpo é uma arte que não é fácil de aprender nem de fazer.

Saber determinar e saber corrigir as causas das tonturas e de outros problemas ao longo do corpo é uma tarefa que poucos sabem fazer e são ainda menos aqueles que as sabem corrigir.

7) Existem também outras situações físicas para as tonturas e que muitas das vezes interferem também directa ou indirectamente com o ouvido e ou  com as tonturas. Alguns exemplos são os problemas da ATM (Articulação Temporo Mandibular), bruxismo (ranger de dentes) e muitas outras situações, quer estejam próximas ou distantes.

Cada caso deve analisado caso a caso.

8) Existem situações emocionais e energéticas que podem provocar as tonturas e muitas tonturas devem-se apenas a essas alterações energéticas e emocionais.

Estas situações actuam a nível inconsciente e sem a percepção da pessoa e como os diversos profissionais não costumam ser alertados para estas situações, elas nunca são corrigidas e assim a pessoa nunca se livra do seu problema.

Eu no meu trabalho, de tratamento seja de tonturas, depressão, dislexia, ansiedade, anorexia, fibromialgia, fadiga crónica, dores crónicas e muitas outras, faço sempre uma abordagem física e uma abordagem emocional por forma a determinar qual a área mais importante a ser trabalhada em primeiro lugar pois existem sempre causas físicas e causas emocionais que precisam de ser corrigidas quando se querem resultados.

Com demasiada frequência encontram-se muitas causas físicas que precisam de ser corrigidas e que requerem muito trabalho em termos físicos.

Ao nível da parte emocional, pode ser necessário também um trabalho bastante grande para que se libertem todas as causas que estão a provocar e a agravar as tonturas.

Só quando se determina e corrigem as causas é que o problema pode ser resolvido.

Para ter uma maior compreensão acerca do que falei deve ver:

Fáscia

Dores Crónicas

Libertação Miofascial

Constelações Familiares